Digite usuário e senha.
Usuário:
Senha:
 

Esqueceu sua Senha?

Ainda não é cadastrado?
para ter acesso a resultados de exames e conteúdo exclusivo.
Contato

  Você está aqui: Página Principal » Informações » Notícias  
 


Mudar Tamanho do Texto: A a

Filmes e animais: essa mistura combina

Reais ou animados, adoráveis ou nem tanto, os animais encantam quem está diante da tela.

Quando personagens principais, eles são sucesso na certa. Como meros coadjuvantes, sempre encontram uma forma de roubar a cena. Há muito tempo os animais têm alcançado popularidade na sétima arte.

Ter um cachorro protagonizando um filme, por exemplo, é meio caminho andado para o sucesso. E  isso não é de hoje, prova disso é que um dos cães mais célebres no mundo da ficção foi cachorro Rin tin tin. O pastor alemão protagonizou filmes a partir da década de 20. Depois dele, Benji, Lessie, Beethoven, todos esses viraram superstars do mundo cão.

E não são só cachorros que fazem sucesso. Com a tecnologia, a
computação gráfica deu voz e movimentos aos animais nos filmes de animação. É o caso de Nemo no filme homônimo e do pequeno Stuart  no longa Stuart Little.

Agora, novos astros estão surgindo. O mais recente sucesso de um longa que tem um animal como protagonista é Marley & Eu. O filme foi feito depois que o best seller baseado na história real de um jornalista e seu fiel cachorro, vendeu quase dois milhões de exemplares nos Estados Unidos. No Brasil, o sucesso do livro levou muita gente às telonas.

No filme, Marley é o dono da casa. O labrador é como se fosse um filho na vida do casal Jennifer e John. O cão ultrapassa o clichê de "melhor amigo" e ganha o título de membro da família, uma relação bastante comum na sociedade. Enquanto Marley apela para o emocional, fazendo chorar quem está na cadeira, outros são mais hilários, como o gato mais famoso do mundo, Garfield.

Os animais seriam mesmo uma fórmula de sucesso para as bilheterias? Para o crítico de cinema Daniel Herculano, os cachorros funcionam como fio condutor da história, prendendo quem está diante da tela, tanto em comédias, como em filmes de ficção e animação.

Depois do sucesso de Marley, dois novos filmes já estão dando o que falar. Um hotel bom pra cachorro (hotel for dogs, EUA, 2008) é um deles. Baseado no romance infantil "lost treasures: hotel for dogs", o longa conta a história de dois adolescentes órfãos que escondem vários cachorros num hotel abandonado. Quando um assistente social (don cheadle) aparece para encontrar uma família para adotar os jovens, eles correm o risco de se separar dos cachorros do hotel.

Outro filme que promete arrancar boas gargalhadas de quem está sentado na cadeira é Perdido pra cachorro (chihuahua, EUA, 2008). Chloe é uma cadela chihuahua mimada que vive em Beverly Hills. De férias no México com os donos, se vê perdida pelas ruas e, pela primeira vez na vida, terá de contar com novos e inesperados amigos, incluindo um pastor alemão chamado Delgado que foi expulso da polícia e um chihuahua romântico chamado Papi que se apaixona por Chloe. São eles que tentarão ajudar a dondoca a encontrar o caminho de volta para casa.

"Perdido pra cachorro" representou muitos pontos para a Walt Disney Picture, trazendo uma história irresistível sobre cachorrinhos chihuahuas e uma campanha de marketing inteligente que agradou a pais e filhos que, segundo observadores, não vêem um bom filme familiar há meses.

Com luz, câmera, latidos e miados o apelo dos bichanos conquista adultos e crianças. Eles estão te esperando no cinema e nas locadoras. Prepare a pipoca, por que a diversão é garantida!

Texto: Mirelle Costa


 

Laforvet © Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Boom! Digital